Sabor De Minas

Dicas | Recomendações | Comentários

Qual A TraduO Literal Da Sigla Kgb?

Qual é o significado de KGB?

KBG é a sigla de Komitet Gosudarstveno Bezopasnosti, um comitê de segurança que vigorou na antiga União Soviética. Ouça o texto abaixo! KGB é a sigla do Komitet Gosudarstveno Bezopasnosti, que em português significa Comitê de Segurança do Estado.

Qual o nome da KGB hoje?

Oct 2022·Hoje na História – Opera Mundi. Depois da desintegração da União Soviética, o serviço secreto dividiu-se em setores externo e interno. Os sucessores da KGB são o Serviço Federal de Segurança da Federação Russa, que garante a segurança interna, e o Serviço de Informação Estrangeira.

Onde fica a sede da KGB?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. em 2014 Lubianca (em Russo ) é a designação popular para a sede do KGB e prisão filiadas na Praça Lubianca em Moscou, Trata-se de um grande edifício com uma fachada em tijolo amarelo, desenhado por Alexander Ivanov em 1897 e ampliado por Aleksey Shchusev de 1940 a 1947, Edifício Lubianka antes de servir como sede do serviço secreto.

Como ser um agente da KGB?

engage audiences with increased Online Presence – Somos comprometidos em oferecer o melhor atendimento aos nossos clientes e desenvolver soluções inovadoras que nos tornam únicos no mercado. Você está pronto para fazer parte do Grupo KGB? Se você está disposto(a) a fazer parte da nossa equipe pode nos mandar seu currículo e falar um pouco sobre você e a vaga que pretende se candidatar em nossa equipe ou preencher o formulário abaixo.

Qual a diferença entre a CIA e a KGB?

Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos e a União Soviética foram aliados na luta contra a Alemanha nazista. Derrotado o inimigo comum, os antigos aliados se transformaram em adversários. Assim, com o término da Segunda Guerra Mundial, em 1945, tinha início uma guerra nova e diferente: a Guerra Fria,

  1. Por que a Guerra Fria foi diferente? Diferente porque as duas superpotências jamais se enfrentaram num conflito militar direto, jamais se enfrentaram numa “Guerra Quente”.
  2. Daí o conflito entre as duas superpotências ter recebido o nome de “Guerra Fria”.
  3. Apesar de toda a hostilidade que havia entre as duas superpotências, os dois lados sabiam que uma guerra total, isto é uma guerra em que cada potência utilizasse todos os seus recursos, seria uma guerra sem vencedores e uma ameaça à própria continuidade da espécie humana no planeta.

Afinal, o monopólio norte-americano da bomba atômica não durou muito tempo. Em agosto de 1949, a União Soviética detonou sua primeira bomba atômica. Qual a característica mais marcante da Guerra Fria? Uma das características principais foi transferir os conflitos militares para áreas periféricas do mundo.

Ou seja, norte-americanos e soviéticos se envolveram em guerras localizadas em outras partes do mundo como África, Ásia e América Latina. Exemplos dessas guerras foram a intervenção norte-americana no Vietnã, durante as décadas de 1960 e 1970, a intervenção soviética no Afeganistão, final dos anos 1970 a meados dos anos 1980 e o envolvimento direto ou indireto dessas superpotências em praticamente todas as guerras no Oriente Médio, especialmente a luta entre palestinos, apoiados pela União Soviética, e israelenses, apoiados pelos norte-americanos.

Por que os Estados Unidos e a União Soviética eram adversários? A rivalidade entre as duas superpotências tinha origem na incompatibilidade entre as ideologias defendidas por cada lado. Essa incompatibilidade ideológica podia ser percebida no fato que cada superpotência tinha um sistema político diferente e organizava sua economia de modo diferente da outra.

Enquanto os Estados Unidos defendiam o capitalismo, a democracia, princípios como a defesa da propriedade privada e a livre iniciativa, a União Soviética defendia o socialismo e princípios como o fim da grande propriedade privada, a igualdade econômica (um a sociedade sem ricos e pobres) e um Estado forte capaz de garantir as necessidades básicas de todos os cidadãos.

Essas ideologias vigoravam de fato nas duas superpotências? Havia muitas contradições entre o discurso e as práticas de cada superpotência. De um lado, os Estados Unidos apresentavam-se como defensores da liberdade e da democracia, mas para combater o socialismo, apoiaram ditaduras na América do Sul nas décadas de 1960 e 1970 (dentre as quais, os regimes militares da Argentina, Chile e do próprio Brasil) e onde eram praticadas a prisão e a tortura dos opositores desses regimes.

Por outro lado, a União Soviética que se apresentava como defensora da igualdade e inimiga da miséria, era controlada por um partido único, o Partido Comunista, cujos altos funcionários formavam uma elite privilegiada: usufruíam de luxos como produtos importados de boa qualidade enquanto a maioria da população era obrigada a enfrentar longas filas para comprar artigos de primeira necessidade que faltavam nas prateleiras.

O que são CIA e KGB? CIA é a sigla de Central Intelligence Agency (Agência Central de Inteligência), a agência de espionagem do governo dos Estados Unidos. KGB eram as iniciais, em russo, do Comitê de Segurança do Estado, a antiga agência de espionagem da União Soviética.

Além dos serviços de espionagem, a KGB também fazia o papel de polícia política, ou seja, reprimia qualquer tentativa de oposição ao governo soviético (o mesmo papel que a Gestapo, a polícia política de Hitler fazia na Alemanha nazista ). O currículo da CIA também é cheio de “trabalho sujo”: a CIA participou de golpes de Estado em vários países da América Latina, com aconteceu na Guatemala, em 1954.

O que foi a “corrida espacial”? Foi uma disputa tecnológica entre os Estados Unidos e a União Soviética. Os feitos da corrida espacial eram também demonstrações de poder: a potência que desenvolvesse uma tecnologia capaz de enviar um homem ao espaço também seria capaz de desenvolver mísseis nucleares controlados a distância.

  1. Os feitos de cada superpotência eram explorados pela propaganda de cada governo.
  2. Afinal, cada lado, queria provar que seu sistema (capitalismo, no caso dos Estados Unidos, socialismo, no caso da União Soviética, era o melhor).
  3. Tanto os Estados Unidos quanto a União Soviética utilizaram, no início de seus programas espaciais, engenheiros alemães que trabalharam no desenvolvimento dos foguetes V-2, os temíveis mísseis balísticos usados pela Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial,

Qual dos dois países deu a largada na corrida espacial? No início, quem tomou a dianteira na corrida espacial foi a União Soviética, que em 1957 lançou o primeiro satélite artificial, o Sputnik, e, no mesmo ano, a enviou o primeiro ser vivo ao espaço, a cadelinha Laika (que morreu lá mesmo).

  1. Também foi da União Soviética o feito de enviar o primeiro ser humano a viajar pelo espaço, o ucraniano Yuri Gagarin (na época, a Ucrânia era uma das repúblicas que compunham a União Soviética), no dia 12 de abril de 1961.
  2. Mas foram os americanos que cruzaram a reta final? Sim, o programa espacial norte-americano acabou superando o programa espacial soviético: no dia 20 de julho de 1969, o astronauta norte-americano Neil Armstrong tornava-se o primeiro homem a pisar na Lua.

Um a curiosidade: enquanto os norte-americanos chamavam os tripulantes de suas espaçonaves de astronaustas, os soviéticos chamavam os tripulantes das suas espaçonaves de cosmonautas.

Quem financiou a Guerra Civil Russa?

Putin diz que financiou grupo Wagner em quase mil milhões de euros O presidente russo, Vladimir Putin © EPA/YURI KOCHETKOV O presidente russo, Vladimir Putin, agradeceu esta terça-feira aos militares que impediram uma “guerra civil” durante a, uma situação que não exigiu, segundo ele, a transferência para a Rússia de nenhum soldado mobilizado na Ucrânia.

  1. Depois de pedir um minuto de silêncio em memória dos militares russos mortos durante a rebelião, Putin, prestou homenagem aos pilotos do exército mortos pelos amotinados enquanto “cumpriam honrosamente o seu dever”.
  2. Juntamente com os vossos irmãos de armas, opuseram-se a esta agitação, cujo resultado teria sido inevitavelmente o caos.

De facto, impediram uma guerra civil”, declarou Putin. Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

  • O presidente russo garantiu que nenhum soldado russo envolvido na operação militar especial na Ucrânia foi reenviado para a Rússia para travar a rebelião.
  • “Não tivemos de retirar unidades de combate da zona da ‘operação militar especial'”, sublinhou.
  • Segundo Putin, nem o exército nem a população russa apoiaram a rebelião do grupo de mercenários Wagner.
  • “As pessoas que foram arrastadas para a rebelião viram que o exército e a população não estavam do seu lado”, afirmou o presidente russo, antes de destacar que o trabalho das forças de segurança no sábado “permitiu impedir a evolução extremamente perigosa da situação”.
  • Num segundo discurso, durante uma reunião das forças de segurança, Putin referiu-se aos pilotos russos que morreram durante a rebelião do grupo Wagner.
  • “Os nossos camaradas pereceram defendendo a pátria”, disse o presidente russo, citado pela Sky News.

Putin disse ainda que a Rússia “sempre respeitou” os combatentes do grupo de mercenários pelo seu “enorme heroísmo”. Acrescentou mesmo que a Rússia financiou esta força militar entre maio de 2022 e o mês passado. O presidente russo disse que o país pagou mil milhões de dólares no último ano (quase mil milhões de euros) ao grupo Wagner.

Porque a KGB acabou?

2. HISTÓRIA – Conhecida como a Espada e o Escudo do regime soviético inclusive na literatura, a KGB era subordinada ao controle do Conselho de Ministros da União Soviética, o mais alto escalão do corpo executivo e administrativo da URSS. Em artigo de Robert W.

  1. Pringle à Enciclopédia Britânica, este relata que a agência estava dividida em cerca de vinte diretorias, sendo as mais importantes as responsáveis pela inteligência estrangeira, contraespionagem interna, inteligência técnica, proteção da liderança política e segurança das fronteiras do país.
  2. No final da década de 1960, uma diretoria adicional foi criada para fiscalizar os dissidentes suspeitos nas igrejas e entre a intelectualidade.
See also:  Eyrek Fiyatı Ne Kadar?

No decurso do regime soviético, sobretudo a partir da década de 1960, a KGB veio a se tornar a maior agência de inteligência do mundo, sendo uma ferramenta por meio da qual os membros do Partido Comunista mantiveram a ditadura sobre o povo soviético e exportaram essa ditadura para os chamados países satélites (FRATTINI, 2016).

A função da KGB, nesse contexto, era justamente a de monitorar extensivamente a opinião pública e privada dos habitantes da URSS e dos países satélites, bem como desvendar e debandar eventuais conspirações revolucionárias que ameaçassem a integridade do regime soviético. Com a ascensão ao poder de Nikita Khrushchev, a KGB sofreu uma mudança de rumo.

Foi ele quem instalou, oficialmente, o processo de desestalinização processo de reformas políticas que visavam à eliminação do culto da personalidade e das práticas políticas stalinistas na URSS, e sob seu regime, a agência de inteligência reduziu a supressão aos opositores do regime.

Essa tentativa de suavizar as ações do regime foram desfeitas por sua deposição em 1964, e pelos governos de Leonid Brezhnev e, posteriormente de Yuri Andropov. Nos anos 1960, principalmente sob o comando destes nomes, a KGB teve seu auge de atuação e repressão, perseguindo ferrenhamente opositores, jornalistas, romancistas, ou qualquer outro que pudesse praticar a tão falada subversão ideológica, cujo combate era a missão principal da agência.

Nos anos que se seguiram, com os desdobramentos da Guerra Fria e o enfraquecimento da mentalidade e ideários socialistas no mundo, a KGB foi progressivamente perdendo força e sua atuação foi se tornando menos e menos incisiva. Por fim, a KGB foi oficialmente dissolvida em 3 de dezembro de 1991, após uma tentativa frustrada de golpe de Estado promovida pelo então chefe da agência Vladimir Kryuchkov, com o objetivo de preservar a integridade da União Soviética, após a implantação das políticas da Glasnost (transparência do governo) e Perestroika (reestruturação), levadas a cabo pelo líder Mikhail Gorbachev.

Sucederam essa agência o FSB ( Federal’naya sluzhba bezopasnosti Rossiyskoi Federatsii ; em português: Serviço de Segurança Federal da Federação Russa) e o SVR ( Sluzhba Vneshney Razvedki ; em português: Serviço de Inteligência Estrangeira). Apesar de ter oficialmente sido extinta, muito ainda se questiona sobre a possibilidade de a KGB estar, ainda nos dias de hoje, operante.

Atualmente, sabe-se que a Belarus (ou Bielorrússia) é o único país onde a queda da URSS não parece ter se dado de maneira integral. Apesar de a dissolução da URSS ter dividido a KGB nas duas organizações já mencionadas (FSB e SVR), nesse país, a estrutura organizacional da KGB permaneceu intacta, mantendo não somente seu nome, como suas práticas e seu prédio oficial.

Quem foi o presidente da Rússia antes de Vladimir Putin?

Em 31 de dezembro de 1999, em um anúncio surpresa divulgado ao meio-dia pelo horário de Moscou, Iéltsin renunciava ao cargo de presidente da Rússia. Vladimir Putin assumiu a presidência, consoante à Constituição. As eleições aconteceriam no ano seguinte, em 26 de março.

O que o Putin era antes de ser presidente?

Carreira profissional de Vladimir Putin – Enquanto estava na universidade, Putin foi convidado a fazer parte do Partido Comunista da União Soviética. Logo após graduar-se, Putin ingressou no serviço secreto soviético, conhecido popularmente pela sua sigla, KGB.

    Qual foi o papel da CIA e da KGB no contexto internacional da Guerra Fria?

    Este artigo foi útil? Considere fazer uma contribuição: Ouça este artigo: KGB é a sigla em russo para Comitê de Segurança do Estado, o serviço secreto da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Órgão ligado ao Partido Comunista, a KGB foi criada em 1954, sendo um dos mais temidos e eficientes serviços secretos do mundo. A KGB foi a agência de segurança soviética que teve a vida mais longa dentre todas as criadas pela União Soviética. De suas antecessoras ela herdou a experiência e métodos cruéis de eliminação de adversários. Antes da KGB, vieram a Cheka (sigla em russo para Comitê Extraordinário Russo para Combate à Contrarrevolução e Sabotagem); em 1922 surgiu a OGPU (sigla em russo para Administração Política do Estado Unificado). Nos anos 1930, a OGPU virou a NKVD (sigla em russo para Comissariado Popular de Assuntos Internos). A NKVD foi essencial para consolidação do poder de Stalin, mas após o assassinato de Trotsky, esta foi dividida e os assuntos relativos à espionagem ficaram a cargo do Ministério de Segurança do Estado, que comandou os serviços de espionagem e contraespionagem durante a Segunda Guerra Mundial, Com a morte de Stalin em 1953 e a ascensão de Nikita Khrushchev, o sistema de segurança soviético foi reformulado, com a liberação de milhões de prisioneiros políticos e a criação da KGB. Para evitar o excessivo poder de suas antecessoras, a KGB ficou subordinada aos principais líderes do Partido Comunista. Dividida em 20 áreas, chamadas de “diretórios”, os mais importantes eram os responsáveis pela espionagem internacional, contraespionagem, proteção das lideranças políticas e segurança das fronteiras. O principal objetivo de suas missões era obter segredos militares e científicos no ocidente. Uma importante vantagem da KGB sobre a CIA era que a agência soviética centralizava a espionagem externa e a vigilância interna, enquanto que nos Estados Unidos essas missões eram divididas entre a CIA e o FBI. A KGB no seu auge se tornou a maior polícia secreta e serviço de espionagem do mundo, com cerca de 480 mil integrantes, sendo que 200 mil atuavam nas fronteiras do bloco soviético. Ela contou com milhões de informantes recrutados no mundo inteiro e que vendiam informações estratégicas em troca de pagamentos regulares. No final dos anos 1960, o seu poder só crescia, e Yuri Andropov, chefe da KGB, se tornou o principal líder soviético. Com o fim da União Soviética em 1991, a KGB foi dividida em vários serviços. Na Rússia, tronou-se em 1994 a FSB (sigla em russo para Serviço Federal de Segurança). A FSB foi presidida até 2000 por Vladimir Putin, ex-oficial da KGB que seria presidente e depois primeiro-ministro da Rússia. Acredita-se que esta nova organização tem mais poderes e autonomia do que a extinta KGB, sendo um dos órgãos mais temidos na Rússia. Bibliografia: ANAZ, Sílvio. Como funcionou a KGB. Disponível em: http://pessoas.hsw.uol.com.br/kgb.htm >. Texto originalmente publicado em https://www.infoescola.com/uniao-sovietica/kgb/ Este artigo foi útil? Considere fazer uma contribuição:

    Qual é o salário de um agente da CIA?

    A média salarial de CIA I: I é de US$ 168.219 na localização: Estados Unidos. A remuneração variável de CIA I: I nessa localidade (Estados Unidos) é de US$ 36.941, variando entre US$ 27.706 e US$ 51.718.

    O que faz um agente da CIA?

    A Central Intelligence Agency (CIA) ou Agência Central de Inteligência, é uma agência de inteligência civil do governo dos Estados Unidos responsável por investigar e fornecer informações de segurança nacional para o Presidente e para o seu gabinete.

    Como entrar para o Mossad?

    Sigilo – O Mossad não tem porta-voz e não pode ser contatado diretamente. Todas as perguntas da mídia devem passar pelo gabinete do primeiro-ministro. O site inclui algumas informações sobre as origens da agência e, talvez, da operação mais famosa: a captura do idealizador nazista Adolf Eichmann em 1960.

    • O recrutamento de agentes secretos costumava ser sombrio e cheio de mistério.
    • Se alguém quisesse se juntar a uma das organizações de espionagem mais secretas do mundo, teria de entrar sorrateiramente em uma embaixada estrangeira, responder a mensagens escondidas em propagandas de jornais ou aparecer em um edifício abandonado em Tel Aviv para se encontrar com um recrutador.

    Agora, basta entrar com uma solicitação de emprego no serviço de Inteligência e Operações Especiais de Israel, o Mossad, a um clique na internet. O Mossad renovou o seu website recentemente para incluir um vídeo de recrutamento e uma opção de preenchimento de formulário online para aqueles que procuram emprego.

    • Com versões em hebraico, inglês, francês, russo, árabe e persa, o site busca revolucionar a forma como a agência de espionagem de Israel procura potenciais agentes.
    • Temos de continuar a recrutar os melhores profissionais em nossas avaliações, para que o Mossad possa continuar a liderar, defender e permitir a continuidade da existência do Estado de Israel”, disse o chefe da agência, Tamir Pardo, em um comunicado ao anunciar o lançamento do site.

    O Mossad, hebraico para “o instituto”, é a abreviação de “Instituto de Inteligência e de Operações Especiais”. É o braço de serviços gerais de inteligência de Israel. Acredita-se que a organização está por trás de algumas das operações secretas de contraterrorismo mais ousadas do século passado.

    Apenas algumas vieram à tona, como o assassinato dos líderes do Setembro Negro, o grupo palestino por trás do massacre de atletas israelenses nos Jogos Olímpicos de Munique em 1972. No entanto, há muito mais sobre o Mossad do que sua aura de James Bond. E é mais provável conseguir um emprego nos setores de tecnologia, cibernéticas ou administração do que se tornar um agente secreto internacional.

    Mas o site faz alusão à natureza secreta da agência com um vídeo que mostra satélites e drones pairando, assim como homens e mulheres vestidos com ternos invadindo computadores e realizando operações de vigilância. Segurança A opção online é segura e discreta, garante o Mossad.

    O que é uma cortina de ferro?

    Cortina de ferro foi a expressão usada por Winston Churchill, em 1946, para nomear a cisão da Europa em países capitalistas e socialistas após a Segunda Guerra. Polícia alfandegária de Berlim Oriental, no contexto da Guerra Fria, parando um carro com uma pesada corrente farpada destinada a furar pneus.

    O que quer dizer a sigla CIA?

    CIA CIA https://www12.senado.leg.br/manualdecomunicacao/estilos/cia https://www12.senado.leg.br/manualdecomunicacao/logo.png

    Agência Central de InteligênciaUse todas as letras da sigla em maiúscula: CIA.Em inglês: Central Intelligence Agency.Tem sede em Langley, Estados Unidos.

    Sem conteúdos relacionados. : CIA

    Por que a Guerra Fria recebeu esse nome?

    Por que a Guerra Fria tem este nome? – Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE Se você presta atenção nas aulas de história, provavelmente já deve ter estudado as várias guerras que aconteceram entre os países. O que muita gente não sabe é porque determinada guerra recebe esse ou aquele nome.

    Por exemplo, você sabe porque a Guerra Fria recebeu esse nome? Se sua resposta é não, você está lendo o artigo certo. O Colégio Amplo vai te explicar tudo sobre esse importante episódio que foi um marco na história mundial e as consequências dessa guerra para a população mundial até nos dias de hoje.

    A Guerra Fria foi um período histórico de disputas entre os Estados Unidos e União Soviética, que começou no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, e foi até a extinção da União Soviética em 1991. Durante o período da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos e União Soviética foram aliados na luta contra a Alemanha.

    • Logo após o inimigo ser derrotado, os antigos aliados se transformaram em adversários, dando início a Guerra Fria.
    • Foi um intenso conflito de ordem política, militar, tecnológica, econômica, social e ideológica entre as duas poderosas nações,
    • A guerra é chamada de fria porque não houve verdadeiramente uma guerra ou conflitos de fogo direto entre os EUA e a URSS, dada a inviabilidade de uma vitória em uma batalha nuclear.

    A corrida armamentista pela construção de um grande arsenal de armas nucleares foi um dos maiores objetivos durante a primeira metade da Guerra Fria. O combate armado era improvável porque tanto os Estados Unidos quanto a União Soviética possuíam arsenal suficiente para dizimar toda a população do planeta.

    1. O medo da destruição em massa fez com que a Guerra Fria jamais tivesse algum combate armado.
    2. A rivalidade entre essas duas superpotências tinha origem na incompatibilidade entre as ideologias defendidas por cada uma, já que possuíam sistemas políticos distintos e organizavam suas economias de modos diferentes.

    Os Estados Unidos defendiam o capitalismo, a democracia, princípios como a defesa da propriedade privada e a livre iniciativa; enquanto a URSS defendia o socialismo e princípios como o fim da propriedade privada, a igualdade econômica e um Estado forte capaz de garantir as necessidades básicas de todos os cidadãos.

    • A explosão da bomba atômica sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão em 1945 foi um dos marcos simbólicos do início da Guerra Fria.
    • Outro marco foi a construção do muro de Berlim que acabou por dividir, em outubro de 1949, a Alemanha em dois países: um influenciado pelos países capitalistas e o outro pelo socialismo.

    O mundo presenciou importantes episódios que mudaram o estilo de vida de todas as pessoas, como:

    Aumento da produção de armamento nuclear; Desenvolvimento de redes de espionagem, seja militar ou política; Desenvolvimento da corrida espacial; Formação de alianças militares – OTAN, representando o capitalismo, e o Pacto de Varsóvia, representando o socialismo; Divisão da Alemanha em Ocidental (capitalista) e Oriental (socialista), através do Muro de Berlim.

    A Guerra Fria esfriou por completo com a ruína do mundo socialista, uma vez que a URSS estava destruída economicamente devido aos gastos com armamentos e com a queda do Muro de Berlim, em 1989. Mas ela termina definitivamente somente em 1991, quando a União Soviética é extinta, definitivamente. : Por que a Guerra Fria tem este nome? – Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE

    O que levou a Rússia a sair da guerra?

    As crises sociais e a Revolução Socialista na Rússia em 1917 se constituíram como principais fatores que motivaram a saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial. Ouça o texto abaixo!

    Quem são os bolcheviques?

    Bolchevique (russo: ; transliteração francesa: ‘bolchevik’; transliteração inglesa: ‘bolshevik’) é quem integrava um dos dois grupos que se formaram a partir da divisão do Partido Operário Social-Democrata Russo (POSDR), fundado em 1898.

    O que é o czarismo?

    Entenda o que é czarismo (sistema de governo): – Czarismo foi um sistema político que imperou na Rússia desde 1547 até a revolução de 1917. Czar era o título que se dava ao Imperador Russo. Os czares da dinastia Romanov, que ficaram no poder desde 1613 até 1917, governavam de forma absoluta, na qual o czar se confundia com o Estado.

    Agiam politicamente em função da grandeza imperial e da ampliação de seu poder como déspota. O primeiro czar Romanov foi Mikhail I e o último foi Nicolau II, assassinado junto com sua esposa e filhos, na cidade de Ecaterimburgo, em julho de 1918, após a Revolução Russa de 1917. O czarismo era um regime bastante parecido com o absolutismo, ou seja, o czar russo, Nicolau II, não fornecia as mínimas condições necessárias para o estabelecimento das indústrias, e a permanência de um arcaico sistema de produção agrícola, nitidamente feudal, retardava a modernização do país.

    A falta de liberdade, no regime czarista era quase absoluta, mesmo para a nobreza, classe social teoricamente livre mas que vivia subjugada pelo czar. As pressões com esse tipo de regime não demoraram muito a ocorrer, depois de várias rebeliões, o czar Nicolau II, mesmo transformando o país em uma monarquia constitucional, incluindo um parlamento, foi deposto em 1917.

    Bolcheviques e mencheviques Características do absolutismo O que é um czar

    Qual era a função da KGB e da CIA?

    Este artigo foi útil? Considere fazer uma contribuição: Ouça este artigo: KGB é a sigla em russo para Comitê de Segurança do Estado, o serviço secreto da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Órgão ligado ao Partido Comunista, a KGB foi criada em 1954, sendo um dos mais temidos e eficientes serviços secretos do mundo. A KGB foi a agência de segurança soviética que teve a vida mais longa dentre todas as criadas pela União Soviética. De suas antecessoras ela herdou a experiência e métodos cruéis de eliminação de adversários. Antes da KGB, vieram a Cheka (sigla em russo para Comitê Extraordinário Russo para Combate à Contrarrevolução e Sabotagem); em 1922 surgiu a OGPU (sigla em russo para Administração Política do Estado Unificado). Nos anos 1930, a OGPU virou a NKVD (sigla em russo para Comissariado Popular de Assuntos Internos). A NKVD foi essencial para consolidação do poder de Stalin, mas após o assassinato de Trotsky, esta foi dividida e os assuntos relativos à espionagem ficaram a cargo do Ministério de Segurança do Estado, que comandou os serviços de espionagem e contraespionagem durante a Segunda Guerra Mundial, Com a morte de Stalin em 1953 e a ascensão de Nikita Khrushchev, o sistema de segurança soviético foi reformulado, com a liberação de milhões de prisioneiros políticos e a criação da KGB. Para evitar o excessivo poder de suas antecessoras, a KGB ficou subordinada aos principais líderes do Partido Comunista. Dividida em 20 áreas, chamadas de “diretórios”, os mais importantes eram os responsáveis pela espionagem internacional, contraespionagem, proteção das lideranças políticas e segurança das fronteiras. O principal objetivo de suas missões era obter segredos militares e científicos no ocidente. Uma importante vantagem da KGB sobre a CIA era que a agência soviética centralizava a espionagem externa e a vigilância interna, enquanto que nos Estados Unidos essas missões eram divididas entre a CIA e o FBI. A KGB no seu auge se tornou a maior polícia secreta e serviço de espionagem do mundo, com cerca de 480 mil integrantes, sendo que 200 mil atuavam nas fronteiras do bloco soviético. Ela contou com milhões de informantes recrutados no mundo inteiro e que vendiam informações estratégicas em troca de pagamentos regulares. No final dos anos 1960, o seu poder só crescia, e Yuri Andropov, chefe da KGB, se tornou o principal líder soviético. Com o fim da União Soviética em 1991, a KGB foi dividida em vários serviços. Na Rússia, tronou-se em 1994 a FSB (sigla em russo para Serviço Federal de Segurança). A FSB foi presidida até 2000 por Vladimir Putin, ex-oficial da KGB que seria presidente e depois primeiro-ministro da Rússia. Acredita-se que esta nova organização tem mais poderes e autonomia do que a extinta KGB, sendo um dos órgãos mais temidos na Rússia. Bibliografia: ANAZ, Sílvio. Como funcionou a KGB. Disponível em: http://pessoas.hsw.uol.com.br/kgb.htm >. Texto originalmente publicado em https://www.infoescola.com/uniao-sovietica/kgb/ Este artigo foi útil? Considere fazer uma contribuição:

    Quanto tempo durou o mundo bipolar?

    Mundo Bipolar Após a Segunda Guerra Mundial, conflito que ocorreu entre os anos de 1939 a 1945, os países envolvidos, principalmente os europeus (Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Áustria, etc.) sofreram pesadas baixas nos setores econômico, populacional, de infraestrutura, entre outros.

    A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), apesar dos prejuízos gerados pela participação ativa na Guerra, conseguiu sair vitoriosa do conflito e manteve uma estabilidade financeira, fato que as outras nações do continente não conseguiram. Os Estados Unidos da América (EUA), que já vinham apresentando crescimento econômico acelerado desde a segunda metade do século XIX, conseguiram manter sua estabilidade econômica após a participação na Segunda Guerra Mundial e aproveitaram da debilidade das outras nações para expandirem suas zonas de influência.

    Portanto, com o fim da Segunda Guerra Mundial (1945), apenas Estados Unidos e União Soviética se encontravam em boas condições econômicas, militares e tecnológicas. Esse fato fez com que essas duas nações ficassem conhecidas como superpotências, sobretudo em razão do desenvolvimento de tecnologia para a fabricação de armas nucleares.

    Essas duas superpotências apresentavam ideologias diferentes: Estados Unidos, capitalista; e União Soviética, socialista. Com isso, EUA e URSS passaram a exercer forte influência na política global, estabelecendo, portanto, uma ordem geopolítica mundial bipolar. A União Soviética liderava o bloco socialista, exercendo grande influência nos países do Leste Europeu, em algumas nações da Ásia e da África, além de Cuba, na América Central.

    Já os Estados Unidos destinaram créditos para a reestruturação de países envolvidos na Segunda Guerra Mundial (Itália, França, Reino Unido, etc.), além de exercerem grande influência no continente americano, na África, na Ásia e Oceania. Esse jogo geopolítico para demonstrar a supremacia entre as superpotências de ideologia política diferente interferiu na política de vários países, entre os acontecimentos desencadeados durante esse processo estão: – Divisão da Alemanha em Alemanha Ocidental (capitalista) e Alemanha Oriental (socialista); – Financiamento de conflitos armados entre diferentes grupos étnicos na África; – Guerra do Vietnã; – Guerra da Coreia – Coreia do Sul (capitalista), Coreia do Norte (comunista); – Financiamento por parte dos Estados Unidos para o golpe militar no Chile; – Financiamento estadunidense para a ditadura militar no Brasil; A ordem bipolar se manteve durante mais de quatro décadas, no entanto, a União Soviética começou a enfrentar uma grave crise econômica durante a década de 1980.

    Esse processo foi desencadeado pela própria política adotada pelo país, em que ocorreu uma estagnação do setor industrial, além da queda de produtividade de bens de consumo e os altos investimentos em armamentos. O agravamento da crise do sistema socialista ocasionou um processo de enfraquecimento da União Soviética, que culminou na sua fragmentação em 1991.

    Com isso, houve a unificação da Alemanha, a independência dos países que integravam a URSS e, consequentemente, o fim da ordem geopolítica mundial bipolar. Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉 Por Wagner de Cerqueira e Francisco Graduado em Geografia : Mundo Bipolar

    Qual o nome do país caribenho que fez uma revolução anti americana?

    Entenda o que foi a Revolução Cubana Continua após publicidade No dia 25 de novembro de 2016, morreu Fidel Castro, primeiro-ministro e presidente de Cuba por quase 50 anos, entre 1959 e 2008. Fidel tinha 90 anos e convivia com problemas de saúde. Sua morte carrega grande peso simbólico, visto que se trata do líder de uma das mais emblemáticas – e controversas – revoluções do século XX.

    1. Por décadas, o regime cubano liderou o antiamericanismo e ainda hoje inspira muitos governantes latino-americanos.
    2. Por outro lado, o governo instaurado por Fidel desde o início da revolução também foi manchado por mortes a opositores, censura e outras violações aos direitos humanos.
    3. Neste texto, fazemos um apanhado histórico do que foi a revolução cubana de 1959 e os primeiros desdobramentos dessa experiência socialista, que, vale lembrar, se desenrolou ali, bem próxima ao país que é centro do capitalismo mundial.

    Em sua história, Cuba sempre esteve sob influência dos Estados Unidos. Na Guerra da Independência de Cuba, travada contra a Espanha em 1898, os Estados Unidos tiveram participação ativa e decisiva. A potência do norte conseguiu render as forças espanholas e negociar um acordo de paz favorável com Madri.

    Como resultado desse conflito, a pequena ilha caribenha não conquistou sua independência, como era de se esperar. Em vez disso, tornou-se uma espécie de protetorado dos Estados Unidos. Esse status surgiu da Emenda Platt, dispositivo incluído na carta constitucional cubana em 1901. Essa emenda autorizava os Estados Unidos, entre outras coisas, a intervir para preservar a independência cubana.

    A aceitação da Emenda Platt era condição para que as tropas americanas deixassem a ilha, ocupada desde a guerra de independência. Por causa dessa legislação, Cuba permaneceu em relação desigual com os Estados Unidos até 1933. Foi quando ocorreu a chamada Revolta dos Sargentos, comandada por Fulgêncio Batista.

    Batista passou os anos seguintes mantendo sua influência política como chefe das forças armadas, enquanto vários presidentes se sucederam no poder. Até que, em 1940, ele foi eleito presidente. Ficou no cargo até 1944. Continua após a publicidade Mas foi a segunda passagem de Batista na presidência que ficou mais conhecida.

    Em 1952, o coronel concorria novamente à presidência. As pesquisas, porém, o colocavam apenas em terceiro lugar. Insatisfeito com esse quadro, a dois meses das eleições, ele liderou um golpe de Estado que o alçou novamente ao poder. O golpe e o regime de Batista foram apoiados pelos Estados Unidos.

    O grande vizinho manteve sua influência por todo esse período. Multinacionais norte-americanas dominavam a indústria açucareira, bem como o setor de turismo. Contra o regime de Batista, surgiu uma considerável oposição, com destaque para o jovem advogado Fidel Alejandro Castro Ruz. Em 1953, houve a primeira tentativa contundente de golpe ao regime de Batista, quando mais de cem oposicionistas assaltaram o quartel general de Moncada, na cidade de Santiago de Cuba, ao leste da ilha.

    A insurreição, porém, fracassou, culminando na morte de muitos insurgentes e prisões – dentre as quais a de Fidel. Condenados a 20 anos de prisão, os rebeldes foram anistiados por Batista em 1955, por pressão popular. Castro exilou-se no México, onde pode reorganizar suas forças e prepará-las para uma nova investida.

    Em dezembro de 1956, Castro retornou a Cuba com um grupo de 83 homens, entre os quais estavam seu irmão Raul Castro e Che Guevara, a bordo do iate Granma, fortemente munido de armas e preparado para o confronto contra as forças de Batista. Assim que a embarcação chegou à ilha, pelo sul, o grupo de rebeldes começou a trilhar o caminho para Sierra Maestra.

    Alguns dias após o início de sua jornada, os rebeldes tiveram o primeiro confronto contra as forças de Fulgencio, que teve um saldo extremamente negativo para o grupo de Che e Fidel. Apenas cerca de 20 homens sobreviveram ao conflito e espalharam-se ao longo da serra.

    1. A ditadura de Fulgencio era atacada e simultaneamente perdia apoio, tanto internamente quanto no âmbito internacional.
    2. Após um ataque, de outra facção oposicionista, ao palácio presidencial, Fulgencio perde apoio dos Estados Unidos, enquanto gradualmente os grupos que o apoiavam na política interna se distanciavam do ditador.

    Continua após a publicidade Enquanto Batista tentava manter o controle das cidades do país, Sierra Maestra tornava-se controlada pelos rebeldes, através de pequenos ataques a guarnições militares. Assim, o grupo rebelde cresceu, apesar de que ainda era muito menor que as forças governamentais.

    1. Não obstante essa grande disparidade, os homens de Fidel eram sempre um grande problema para Batista.
    2. Através de táticas baseadas sobretudo em fatores psicológicos, faziam o exército recuar em suas batalhas.
    3. Além disso, em 1958, o exército cubano passou a lidar com um embargo de armas por parte dos EUA.

    A força aérea do país, por consequência, deteriorou-se rapidamente. A partir da metade de 1958, após Batista ter promovido uma fracassada ofensiva a Sierra Maestra, a resistência armada iniciou seu próprio movimento de ataque. Essa operação foi muito bem coordenada e teve como alvo quatro regiões estratégicas do país.

    • Em 31 de dezembro de 1958, houve a batalha de Santa Clara, cidade que acabou conquistada pelos rebeldes.
    • As províncias centrais do país também foram alcançadas.
    • O ditador Fulgencio, diante dessas notícias, fugiu para a República Dominicana nas primeiras horas de 1959.
    • No dia seguinte, as forças revolucionárias chegaram a Havana e tomaram o poder.

    A revolução cubana havia se iniciado.

    Qual foi o papel da CIA na guerra fria?

    Oficialmente, a Agência foi criada com o objetivo de coletar e processar informações para fornecer relatórios à Presidência dos EUA que auxiliem na tomada de decisão quanto a política internacional do país de forma a beneficiar os interesses americanos ao redor do globo.