Sabor De Minas

Dicas | Recomendações | Comentários

Qual O Maior PaíS Da AméRica Do Sul?

Qual é o maior país do América do Sul?

Publicado em 15/12/2022 16h47 Atualizado em 16/12/2022 16h22 Dados Geográficos O Brasil é o maior país da América do Sul; seu território ocupa quase a metade do continente sul-americano (47,3%), com uma superfície de 8.515.767,049 quilômetros quadrados. Pela dimensão ocupa o quinto lugar no mundo, superado somente pela Rússia, Canadá, China e os EUA.

O território brasileiro está constituído por um bloco único e um pequeno número de ilhas. A linha do Equador cruza o norte do país na altura de Macapá, capital do Estado de Amapá; o Trópico de Capricórnio passa pelo sul perto de São Paulo. A largura máxima de Brasil, 4.319,4 quilômetros, é quase igual à maior distancia entre o norte e o sul do país, ou seja, 4.394,7 quilômetros.

O Brasil está constituído por uma república federal formada pela união de 26 estados federados e pelo Distrito Federal, compreendendo 5.570 municípios. O Brasil limita com Guiana Francesa, Suriname, Guiana, Venezuela e Colômbia, ao norte; Uruguai e Argentina, ao sul; Paraguai, Bolívia e Peru, ao oeste.

  1. Equador e Chile são os únicos países da América do Sul continental com o qual o país não tem fronteira.
  2. Toda a costa marítima de 7.367 quilômetros está banhada pelo Oceano Atlântico.
  3. O País tem uma população superior a 200 milhões de habitantes.
  4. Uma estimativa do tamanho da população, atualizada em tempo real, está disponível na página eletrônica do IBGE,

Relevo O relevo do Brasil é formado por planaltos e planícies. Os planaltos ocupam a maior parte do território brasileiro. Os principais planaltos são o Planalto das Guianas no extremo norte e o Planalto Brasileiro no centro-oeste, no nordeste, no sudeste e no sul.

  • As principais planícies são: a Planície Amazônica no norte, a Planície do Pantanal no sudoeste e a Planície Costeira ou Litorânea banhada pelo Oceano Atlântico.
  • Os principais tipos de vegetação do Brasil são: a Floresta Amazônica no norte, a Mata dos Cocais no meio-norte, a Mata Atlântica desde o nordeste até o sul, a Mata das Araucárias no sul, a Caatinga no nordeste, o Cerrado no centro, o Complexo do Pantanal no sudoeste, os campos no extremo sul com manchas esparsas em alguns estados do país e a vegetação litorânea desde o Amapá até o Rio Grande do Sul.

A Floresta Amazônica é uma verdadeira farmácia natural ao ar livre, cujas árvores, cipós e outras espécies fornecem remédios para todos os males do corpo humano, desde doenças do coração até diabetes. Por isso tem sido cobiçada pelos maiores laboratórios do mundo, que dela extraem uma infinidade de medicamentos.

  1. A Mata dos Cocais abrange predominantemente os estados do Maranhão e do Piauí (Meio-Norte), mas distribui-se também pelo Ceará, Rio Grande do Norte e Tocantins.
  2. Está numa zona de transição entre os ecossistemas da Floresta Amazônica e da caatinga.
  3. É classificada como uma formação florestal, mas, na realidade, constitui uma formação vegetal secundária, por seu acentuado desmatamento.

Nesse ecossistema predominam dois tipos de palmeira muito importantes para a economia local: o babaçu e a carnaúba. As altitudes do território brasileiro são modestas, de modo geral. O território não apresenta grandes cadeias de montanhas, cordilheiras ou similares.

  1. O ponto mais elevado no Brasil é o Pico da Neblina, com 2.994 m de altitude.
  2. Clima O clima do Brasil é, em grande parte, tropical, mas o sul do país apresenta clima subtropical.
  3. Região Norte : compreende os estados do Amazonas, Acre, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Amapá.
  4. Tem clima equatorial, que confere à região boa distribuição anual de chuvas, com temperaturas elevadas, e baixa amplitude térmica anual.

Região Nordeste : tem clima diverso, variando de equatorial (Maranhão e parte do Piauí) a semi-árido (a região da Caatinga, compreendendo o coração do Nordeste) e tropical (no centro e sul da Bahia). Os estados da região são Maranhão, Piauí, Bahia, Pernambuco, Ceará, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Região Centro-Oeste : compreende os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, e Goiás, além do Distrito Federal. Apresenta clima tropical semi-úmido, com destaque para o período de chuvas, que alimenta o Pantanal Mato-Grossense. Região Sudeste : compreende os estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Predomina, nas regiões mais altas, clima tropical ameno, com quatro estações bem distintas. Já no noroeste do estado de São Paulo e no Triângulo Mineiro predomina o clima tropical semi-úmido, semelhante ao do cerrado do Centro-Oeste. Região Sul : possui clima subtropical, com baixas temperaturas nas serras gaúcha e catarinense, sendo frequente a formação de geadas na região durante o inverno (com ocasional queda de neve).

Compreende os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Clima Equatorial : ocorre na região Amazônica, ao norte de Mato Grosso e a oeste do Maranhão e está sob ação da massa de ar equatorial continental – de ar quente e geralmente úmido. Suas principais características são temperaturas médias elevadas (25°C a 27°C); chuvas abundantes, com índices próximos de 2.000 mm/ano, e bem distribuídas ao longo do ano; e reduzida amplitude térmica, não ultrapassando 3°C.

ClimaTropical : abrange todo o Brasil central, a porção oriental do Maranhão, grande parte do Piauí e a porção ocidental da Bahia e de Minas Gerais. Também é encontrado no extremo norte do país, em Roraima. Caracteriza-se por temperatura elevada (de 18°C a 28°C), com amplitude térmica (de 5°C a 7°C), e estações bem definidas – uma chuvosa e outra seca.

  • A estação de chuva é o verão, quando a massa equatorial continental está sobre a região.
  • No inverno, com o deslocamento dessa massa, ocorre a estação seca.
  • Em termos de temperatura, o Estado apresenta as quatro estações do ano relativamente bem marcadas.
  • Os verões são quentes, na maior parte da Região Sul, embora amenos nas Serras Gaúcha e Catarinense, e no extremo sul do país, bem como nas partes mais elevadas das Serras do Sudeste, com média anual de temperatura inferior aos 17°C.

Os invernos são frescos (frios para os padrões brasileiros), com a ocorrência de geadas em toda a sua área de abrangência; registra-se a ocorrência de neve nas partes mais elevadas da região. A neve ocorre com regularidade anual apenas acima dos 1.000 metros de altitude (constituindo uma pequena área entre os estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina), sendo, nas áreas mais baixas, de ocorrência mais esporádica. O Brasil possui uma das mais amplas, diversificadas e extensas redes fluviais de todo o mundo. O maior país da América Latina conta com a maior reserva mundial de água doce e tem o maior potencial hídrico da Terra. A maior parte dos rios brasileiros são de planalto, encachoeirados, o que permite o aproveitamento hidrelétrico.

  1. As bacias Amazônica e do Paraguai ocupam extensões de planícies, mas as bacias hidrográficas do Paraná e do São Francisco são tipicamente de planalto.
  2. Merecem destaque as quedas-d’água de Urubupungá (no rio Paraná), Iguaçú (no rio Iguaçú), Pirapora, Sobradinho, Itaparica e Paulo Afonso (no rio São Francisco), onde estão localizadas usinas hidrelétricas.
See also:  1 Ne Kadar?

Os rios brasileiros apresentam regime de alimentação pluvial, ou seja, são alimentados pelas águas das chuvas. Em decorrência de o clima tropical predominar na maior parte do território, as cheias ocorrem durante o verão, constituindo exceção alguns rios nordestinos, cujas cheias ocorrem entre o outono e o inverno.

Os rios do sul não tem vazante acentuada, devido à boa distribuição das chuvas, assim como os da bacia Amazônica, também favorecidos pela uniformidade pluviométrica da região. No Brasil, predomina a drenagem exorréica, ou seja, os rios correm em direção ao mar, como o Amazonas, o São Francisco, o Tocantins, o Parnaíba, etc.

Pouquíssimos são os casos de drenagem endorréica, em que os rios se dirigem para o interior do país, desaguando em outros rios, como o Negro, o Purus, o Paraná, o Iguaçu, o Tietê, entre outros. Fauna A grande variedade de ecossistemas responsável pela elevada diversidade de plantas no Brasil também resulta em considerável variedade de espécies de animais, sem paralelo no mundo, ou seja, é o país com a maior biodiversidade. A fauna brasileira é riquíssima em aves, mamíferos, peixes de água doce e insetos.

  1. Por exemplo, a fauna de peixes de água doce brasileira possui mais de 3.000 espécies, quinze vezes maior que a fauna de peixes de água doce de todo o continente europeu.
  2. Grandes áreas da Amazônia e do Pantanal ainda não tiveram sua fauna aquática estudada.
  3. É provável que nos próximos dez anos dobre o número de espécies de peixes de água doce conhecidas.

No mar brasileiro, há outras 4.000 espécies de peixes conhecidas, além de mais de 5.000 espécies de moluscos e igual número de crustáceos e outros invertebrados marinhos. Outro importante grupo representado na fauna brasileira é o dos mamíferos, em particular os primatas.

  • Das cerca de 520 espécies de mamíferos conhecidos no Brasil, mais de 100 são primatas, que incluem os micos, os saguis e os macacos-prego.
  • Outros grupos de mamíferos bem representados na fauna brasileira são os marsupiais, com mais de 30 espécies, e os morcegos, com mais de 140 espécies.
  • A maior parte dos mamíferos está na região amazônica.

Entretanto, também no mar a fauna de mamíferos é muito bem representada, com cerca de 35 espécies de golfinhos e baleias, quase metade das espécies conhecidas no mundo. Outros mamíferos aquáticos abundantes são o boto-cor-de-rosa e o boto-tucuxi, importantes predadores dos rios amazônicos.

  • Também nas águas brasileiras encontram-se dois dos mamíferos mais ameaçados atualmente: o peixe-boi e a ariranha.
  • A diversidade de aves também é muito significativa.
  • Somente de araras e papagaios contam-se mais de 70 espécies, dentre elas a ararajuba, símbolo nacional, e a ararinha-azul, praticamente extinta.

Além da harpia, a maior águia do mundo, que ocorre na região amazônica. Recursos Minerais O Brasil importa principalmente cobre, enxofre e mercúrio. Os principais locais de extração de minério no país são:

Serra do Navio – produção de manganês, (atualmente escassa) voltada para o mercado externo; construção da estrada de ferro Amapá pela ICOMI. Carajás – entre os rios Tocantins e Xingu; maior reserva de ferro do mundo; hidroelétrica de Tucuruí no rio Tocantins; estrada de ferro Carajás; construção e ampliação dos portos de Ponta da Madeira e Itaqui em são Luiz (MA). Vale do Rio Trombetas – em Oriximiná (PA), produção de bauxita. Projetos Albrás e Alumar. Serra Pelada – no vale do rio Tapajós (PA); ouro. Rondônia -produção de cassiterita de onde se extrai o estanho. Quadrilátero Ferrífero ou Central (Minas Gerais) –a produção destinada ao mercado externo é escoada por via férrea de Estrada de Minas até os portos de Vitória e Tubarão, no Espírito Santo; a produção para o mercado interno é escoada principalmente pela estrada de ferro Central do Brasil até o porto do Rio de Janeiro e o terminal de Sepetiba e também para São Paulo; ferro, manganês e bauxita. Maciço de Urucum – nas proximidades de Corumbá / MS; produção de ferro e manganês; a maior parte da produção é escoada pelo rio Paraguai; a produção é incipiente devido à precariedade dos sistemas de transporte e pela distância dos grandes centros consumidores e a pequena utilização in loco. Sal Marinho (cloreto de sódio) – indústria, alimentação, gado; 90% da produção está no Nordeste (Areia branca, Macau, Assu e Mossoró, todas elas no Rio Grande do Norte) e na região dos Lagos no RJ; favorecida pelo clima quente, a alta salinidade das águas marinhas e a ação dos ventos alísios.

Quais são os 4 maiores países da América do Sul?

Países

Posição País Área (mi²)
1 Brasil 3,287,956 mi²
2 Argentina 1,073,518 mi²
3 Peru 496,225 mi²
4 Colômbia 440,831 mi²

Quais os 2 maiores países da América do Sul?

Resumo sobre a América do Sul –

A chegada dos europeus à América do Sul teve início a partir do século XVI, especialmente por meio de forças portuguesas e espanholas. A independência da maior parte dos países da América Latina ocorreu de forma relativamente pacífica ao longo do século XIX. A América do Sul está localizada na porção sul do continente americano. Ela é banhada pelos oceanos Atlântico e Pacífico. Os maiores países em população da América do Sul são Brasil, Colômbia e Argentina. A cidade mais populosa do subcontinente é São Paulo. A economia da América do Sul tem como atividades importantes a agropecuária e o extrativismo. A sociedade sul-americana apresenta um elevado índice de concentração de renda entre as suas populações. A América do Sul é marcada pela influência dos povos indígenas, europeus e africanos nas práticas culturais regionais. O Brasil é a principal potência econômica e política da América do Sul. O território brasileiro faz fronteira com todos os países sul-americanos, com exceção do Chile e Equador.

See also:  Qual Numero Ligar Para Cadastrar Chip Da Claro?

Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉

Qual é o nome da capital do maior país da América do Sul?

Brasília é a capital do maior e mais populoso país sul -americano, o Brasil. Buenos Aires é a capital da Argentina e a quinta maior da América do Sul. Caracas, capital e maior cidade da Venezuela. Quito, capital do Equador e a sétima maior da América do Sul.

Quais são os países mais pobres da América do Sul?

Os valores são estimativas para 2023 segundo o Fundo Monetário Internacional (Venezuela e Guiana) e World Economics em 2022. As Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul não têm população residente. Os países nos quais a pobreza mais aumentou entre 2010 e 2014 são Uruguai, Peru e Chile.

Qual é o país menos populoso da América do Sul?

Por outro lado, o país menos populoso da América é a Guiana, na América do Sul, com uma população de 777.859 mil habitantes.

Qual é o maior país do planeta?

Enquanto a Rússia dispõe de maior área, a China possui a maior população absoluta do planeta. É possível encontrar países com grande extensão territorial em todos os continentes.

Quais são os três maiores países da América?

Canadá, que é o maior país do subcontinente; Estados Unidos; e. México, que é o menor deles.

Porque o Brasil é o maior país da América do Sul?

A sua grande extensão territorial proporciona ao país fronteira com quase todos os países sul-americanos, apenas Chile e Equador não fazem fronteira com o Brasil. Por esses aspectos, o Brasil é considerado um país com dimensões continentais.

Qual país da América do Sul que tem duas capitais?

Resumo sobre Bolívia É um país da América do Sul localizado na região central do continente. Possui duas capitais: Sucre e La Paz.

Qual é a mega cidade da América do Sul?

Lista

Pos. Cidade População metropolitana
1 São Paulo 21.242.939
2 Lima 8.482.619
3 Bogotá 7.881.156
4 Rio de Janeiro 11.812.482

Qual é o país que fica mais longe do Brasil?

França (Guiana Francesa) Guiana. Paraguai. Peru.

Qual o país mais desigual da América do Sul?

Pobreza na América Latina, país por país – Quais são, então, os países mais pobres da América Latina, de acordo com esta medição? Honduras, Colômbia e Equador registram taxas de 49%, 29,4% e 25,4% de suas populações abaixo do limite de US$ 5,50 por dia, respectivamente, e de acordo com dados mais recentes de 2019.

Qual é o país mais rico da América Central?

Lista de países da parte Ístmica da América Central

Rank País PIB (PPC) em milhões de US
1 Guatemala 234 780
2 Panamá 206 958
3 Costa Rica 144 196
4 Honduras 98 988

Qual é o maior continente do mundo?

Ásia – A Ásia é o maior de todos os continentes. Sua extensão é tão vasta que quase um terço da extensão de terra do planeta faz parte desse continente que abrange 11 fusos horários. A Ásia também se destaca em termos populacionais, onde os habitantes representam mais de 50% da população do mundo (aproximadamente 4,5 bilhões de habitantes).

Qual é o país mais urbanizado do mundo?

Introdução – A urbanização é o processo em que a população das cidades cresce mais rapidamente do que a população dos campos, A principal força propulsora deste processo são as migrações motivadas pelo surgimento de ofertas de emprego na indústria, construção civil, comércio e demais atividades urbanas.

  • 📚 Você vai prestar o Enem? Estude de graça com o Plano de Estudo Enem De Boa 📚 A urbanização é um processo muito importante, pois foi a responsável pela origem da cidade moderna, além de continuar a moldá-la até hoje.
  • Uma das maneiras mais simples, porém mais superficiais de identificar o processo de urbanização é observar o aumento da proporção da população urbana em relação à população total.

Estima-se que desde início da história humana até 1800, menos de 2% da população mundial vivia em cidades. Já na década de 1950 a população urbana já atingia cerca de 30% e, em 2010, mais de 50%. A Inglaterra foi a primeira sociedade a vivenciar o fenômeno da industrialização, bem como foi a pioneira na transformação de um país rural para um predominantemente urbano.

Entretanto, a urbanização acelerada ocorreu – não só na Inglaterra, mas na maior parte dos países desenvolvidos industrializados – a partir da segunda metade do séculos XIX, na fase da Segunda Revolução Industrial, Nesses países a urbanização é, portanto, mais antiga e ocorreu de forma mais lenta e integrada com a área rural,

Durante o processo de urbanização, as cidades acompanharam a evolução das migrações e, com o tempo, estabeleceram todos os tipos de ferramentas de utilidade pública destinados à prestação de serviço, como: sistemas de abastecimento de água, serviços de esgoto, energia elétrica, rede telefônica e gás canalizado.

Considerando que a urbanização moderna é um processo estreitamente ligado à industrialização e ao capitalismo, os países mais urbanizados do mundo são: Mônaco (100%), Bélgica (97%), Holanda (89%) e Alemanha (86,6%). No caso dos países subdesenvolvidos, a urbanização é um processo mais recente, Nesses países, a rápida industrialização ocorrida após a Segunda Guerra Mundial gerou um acentuado desequilíbrio das condições de vida entre as cidades e as zonas rurais, provocando intenso êxodo rural e rápido processo de urbanização.

See also:  Qual O Normal Da Diabete?

Alguns desses países subdesenvolvidos industrializados apresentam taxas de urbanização igual ou até superiores à países desenvolvidos. A América Latina é a região mais urbanizada desse grupo de países, onde pode-se citar: Argentina (88,9%), Brasil (85%) e México (75,3%).

  • Nos países subdesenvolvidos não industrializados, localizados predominantemente na África e na Ásia, há baixos índices de urbanização, devido a predominância das atividades primárias,
  • Outra parcela desse grupo de países tem apresentado intensa urbanização em razão ao intenso processo de êxodo rural, decorrente do baixo padrão de vida no campo e da falta de uma política governamental que promova a fixação e o acesso das pessoas à terra.

Essas ações aliviariam a pressão populacional sobre as cidades. Alguns exemplos de países subdesenvolvidos não industrializados e sua taxa de urbanização: Butão (7%), Guiné-Bissau (22%) e Paquistão (32,2%). O processo de urbanização nos países subdesenvolvidos ocorreram mais recentemente e de forma muito mais acelerada em relação aos países desenvolvidos.

Por esse motivo, surgiram uma gama de problemas sociais, tais como criminalidade, uso de drogas, poluição, doenças e falta de moradia. Esses problemas ocorreram devido a total carência de um política de planejamento urbano e de investimento em infraestrutura e serviços públicos como transportes, escola, hospitais, saneamento básico e etc.

O êxodo rural, processo provocado pela mecanização do campo, dificultou a absorção da mão-de-obra rural nas cidades e transferiu a pobreza do campo para as regiões urbanas. O desenvolvimento dos setores secundário e terciário não acompanhou o ritmo de urbanização, gerando consequências como subemprego, mendicância, favelas, criminalidade e etc. População mundial rural x População mundial urbana ao longo dos anos. A cor verde representa a distribuição da população rural e a cor azul a distribuição da população urbana. 🎓 Você ainda não sabe qual curso fazer? Tire suas dúvidas com o Teste Vocacional Grátis do Quero Bolsa 🎓 Exercício de fixação PUCCAMP/2004 Analise a tabela a seguir. No período de 1950 a 1960, pode-se afirmar que a urbanização dos países subdesenvolvidos é explicada, dentre outras razões, devido: A Ao elevado crescimento industrial, sobretudo a partir da transferência das plantas industriais das empresas de capital nacional.

  1. B À modernização e emprego de maquinaria na produção agrícola, liberando contingentes populacionais do campo.
  2. C À precariedade das condições socioeconômicas do campo, provocando o êxodo rural.
  3. D Ao crescimento considerável do setor terciário ampliando a oferta de emprego formal nas cidades.
  4. E Ao elevado crescimento vegetativo ocorrido nas áreas urbanas associado ao processo de industrialização.

Prepare-se para o Enem com a Quero Bolsa! Receba conteúdos e notícias sobre o exame diretamente no seu e-mail

Qual é o segundo maior país da América do Sul?

Demografia da América do Sul – Levando em consideração as áreas povoadas, a América do Sul é a segunda região menos populosa do planeta depois da Oceania, Segundo dados das Nações Unidas para 2021, o subcontinente reúne 434.260.000 habitantes, o equivalente a 5,51% da população mundial.

  • O território sul-americano pode ser considerado pouco povoado, com uma densidade demográfica da ordem de 24,9 hab./km².
  • Isso ocorre porque a população não está homogeneamente distribuída pela região, e há uma grande concentração de pessoas nas cidades e regiões litorâneas ou próximas da costa.
  • O Brasil é o país mais populoso da América do Sul, com mais de 213 milhões de habitantes, ou 49,27% da população do subcontinente.

Logo na sequência estão Colômbia, Argentina, Peru e Venezuela. O Suriname, por sua vez, consiste no menor país da região em termos populacionais, reunindo 592 mil habitantes. Caracterizado pela rápida urbanização que ocorreu a partir da segunda metade do século XX, considera-se o subcontinente uma região urbanizada, com cerca de 80% de seus habitantes vivendo em centros urbanos.

Quais são os cinco maiores países da América?

Demografia da América – A América, com cerca de 1 bilhão de habitantes, é o terceiro continente mais populoso do mundo, Os países com maiores populações absolutas desse continente são: Estados Unidos, Brasil, México, Colômbia, Argentina e Canadá. A América também possui cidades bastante populosas em nível mundial, como as seguintes metrópoles listadas:

São Paulo (Brasil); Lima (Peru); Nova York (Estados Unidos); Cidade do México (México); Bogotá (Colômbia); Santiago (Chile); Rio de Janeiro (Brasil); Caracas (Venezuela).

Em termos demográficos, o continente americano é classificado, no geral, como uma zona geográfica populosa e relativamente povoada, com uma distribuição populacional de forma desigual em relação ao seu território. O cenário demográfico americano é caracterizado pela contínua diminuição da sua taxa de natalidade bem como pela expansão da expectativa de vida das suas populações.

Porque o Brasil é o maior país da América do Sul?

A sua grande extensão territorial proporciona ao país fronteira com quase todos os países sul-americanos, apenas Chile e Equador não fazem fronteira com o Brasil. Por esses aspectos, o Brasil é considerado um país com dimensões continentais.

Qual é a capital do maior país do mundo?

Bem vindo a Moscou! A capital do maior país do mundo – Jovem Pan Luciano Garcia Qual O Maior PaíS Da AméRica Do Sul A catedral de São Basílio é um dos maiores cartões postais da Rússia O passeio do Turismo Jovem Pan deste domingo (8) é para a capital do maior país do mundo: Moscou, na Rússia. Uma cidade cosmopolita que abriga cerca de 12 milhões de habitantes. Cheia de histórias e com diversas opções turísticas aos viajantes, bem vindo a Moscou! A cidade está situada sobre o rio Moscova, de onde surgiu a inspiração para o nome do município.

Ao longo da história, o local serviu como capital de diversas nações, como da União Siviética. Hoje, é sede do Kremelin, uma antiga fortaleza que atualmente é a residência oficial do presidente russo, além de ser sede do poder executivo. Apesar de ficar localizada na Europa, a Rússia não faz parte da União Europeia e a sua moeda não é o euro.

Atualmente, um real é equivalente a aproximadamente a 19. Confira no áudio acima a íntegra do programa deste domingo. : Bem vindo a Moscou! A capital do maior país do mundo – Jovem Pan